Mathieu Van der Poel vai ao Tour de France, mas sai em busca do Ouro Olímpico de XCO MTB

PARTILHJE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

DETALHES


O ciclista holandês Mathieu van der Poel, Campeão Mundial de ciclocrosse pela 4ª VEZ no escalão de Elite, o último conquistado este domingo 31/01/2021, agora se concentrará no ciclismo de estrada até ao momento de enfrentar seu grande desafio do ano: ganhar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio no XCO/MTB.

Agora focado na Estrada depois de ganhar a Medalha de Ouro para a temporada de ciclocrosse, Van der Poel vai delinear os seus objetivos de forma a partir do final do mês no Tour des Emirates, a fim de alcançar 100 por cento do Tour de Flanders, onde ele defenderá o título, e o Paris Roubaix, e que fará sua estreia.

Após os compromissos nas clássicas, será hora de se focar no seu sonho da temporada 2021, o teste de “XCO/MTB” dos Jogos de Tóquio, embora a equipa Alpecin Fenix o inclua no Tour de France, mesmo que os planos do corredor fossem diferentes.

“Eu não vou para o Tour de France contrariado, para dizer que seria exagerado. Entendo os interesses comerciais dos nossos patrocinadores e é a equipa que paga meu salário no final do mês. Você tem que dar o seu braço para torcer, e além disso eu sou um corredor que já tem um monte de privilégios. Não há muitas equipas onde três disciplinas podem ser combinadas com total liberdade. Não é uma punição, então ter que participar do Tour”, explicou o campeão mundial.

Forçado a participar do Tour, os planos de Van der Poel agora passam por tomar a saída no evento francês e abandoná-la no segundo dia de descanso para se concentrar no evento de Tóquio.

“Farei principalmente MTB nas semanas que antecedem o Tour de France. Não é o ideal, mas os Jogos são mais importantes para mim. Normalmente eu posso mudar muito bem de uma disciplina para outra, mas no ano passado eu vi que minhas qualidades no MTB estavam diminuindo porque eu treinei menos nele”, explicou.