Rui Oliveira vence o Campeonato da Europa de Pista na disciplina de scratch!

PARTILHJE

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

DETALHES

Rui Oliveira conquistou a medalha de ouro da prova de scratch do Campeonato da Europa de Pista de elite, em Grenchen, na Suíça. No dia de hoje estiveram também em competição Maria Martins, no omnium, e João Matias, na prova de perseguição individual.

Foto: FPC

Foram três os corredores portugueses a competir neste que foi o terceiro dia de provas do Campeonato da Europa de Pista.

Rui Oliveira disputou a prova de scratch, que dominou desde início. Quando o ritmo começou a aumentar, a cerca de 40 voltas para o final, o corredor português procurou manter-se sempre bem posicionado, entre os primeiros atletas do pelotão. 

Foi precisamente nessa altura que vários corredores começaram a tentar ganhar vantagem em relação ao pelotão. A 25 voltas do final da prova, Lidsay de Vylder (Bélgica) e Theo Reinhart (Alemanha) conseguiram sair e Rui Oliveira seguiu em perseguição, juntamente com Rhys Britton (Grã-Bretanha), acabando todos por formar um pequeno grupo.

Rui Oliveira atacou e não parou até ganhar uma volta em relação aos restantes corredores, que completou a 16 voltas do final. Vincent Hoppezak (Países Baixos) também acabaria por conseguir dar uma volta, mas o português conseguiu controlar a corrida até ao final, conquistando assim o ouro e com ele o título de campeão da europa de scratch.

Foto: UEC

“É um sonho! Depois de uma temporada longa e já com bastante cansaço acumulado, conseguir ser campeão da europa é uma recompensa muito boa. O principal objetivo eram as medalhas, mas sabia que não era o corredor mais rápido e tinha de tentar dar a volta. Não foi fácil, mas acreditei até ao final. Depois, foi gerir o atleta dos Países Baixos, que também tinha dado a volta. Subir ao pódio, com as cores de Portugal e ouvir o hino nacional é o culminar de todo o esforço e de todo o trabalho que tenho feito”, revelou Rui Oliveira, que conquistou hoje o primeiro título em elite.

Maria Martins participou na prova de omnium, na qual terminou na 12.ª posição, com 60 pontos. Após as duas primeiras corridas, o scratch e a corrida tempo, a corredora portuguesa estava na luta pelas medalhas, na sexta posição da geral. No entanto, na prova de eliminação acabou por ser a primeira a ser eliminada, o que a atirou para a 11.ª posição da geral. Na corrida por pontos, apesar de ter estado várias vezes a disputar os pontos nos sprints, acabou por não conseguiu pontuar.

João Matias correu a prova de perseguição individual, tendo terminado na 19.ª posição.

Foto: FPC

O selecionador nacional, Gabriel Mendes, não podia estar mais feliz com o título conquistado por Rui Oliveira. “Trabalhámos muito para isto e é um orgulho enorme vê-lo ser campeão europeu. O Rui fez uma corrida exemplar, atacou no momento certo e está de parabéns. Foi um título muito merecido. A Maria começou bem o programa de omnium, mas a prova de eliminação acabou por não correr como esperávamos. Ficou na retaguarda do pelotão e acabou por ser a primeira a ser eliminada, o que acabou por condicionar o resultado final. São situações que podem acontecer e temos de seguir em frente. Quanto ao João, o objetivo era melhorar o registo pessoal dele e conseguimos. Estou muito satisfeito com isso.”