Scott McGill vence a primeira etapa da Volta a Portugal, Rafael Reis mantém de amarelo

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

Scott McGill, ciclista americano da equipa (Wildlife Generation Pro Cycling), venceu a primeira etapa em linha da 83ª Volta a Portugal Continente 2022, dia de 193,7 quilômetros que ligaram as cidades de Vila Franca de Xira e Elvas.

Com o tempo de 4 horas, 29 minutos e 28 segundos, McGill venceu no final em Elvas, na região do Alentejo, à frente do britânico Oliver Rees (Trinity Racing) e do uruguaio Mauricio Moreira (Glassdrive-Q8), segundo e terceiro, respectivamente.

Mesmo que uma chegada ao sprint fosse previsível, Fergus Browning (Trinity Racing), José Maria García (Electro Hiper Europa-Caldas) e João Macedo (LA Alumínios-Credibom-MarcosCar) saíram do pelotão pouco depois da partida real. Viktor Manakov (ABTF-Feirense) juntou-se-lhes para formar uma fuga de quatro corredores, que nunca assustou o pelotão, mas que deu para a animar a longa viagem.

Ainda longe da chegada, Browning e Manakov perderam o contacto, deixando para Macedo e García a luta pela camisola da montanha, na segunda quarta categoria da jornada, em Vila Boim. Isto sucedeu à entrada dos últimos 70 quilómetros, momento em que o duo em cabeça de corrida começou a distanciar-se cada vez mais do pelotão, que, até ali, tinha mantido rédea curta: diferença inferior a minuto e meio durante grande parte da viagem.

A margem ultrapassou rapidamente os três minutos, mas foi com facilidade que o pelotão, conduzido pela Glassdrive-Q8-Anicolor, reduziu a distância para a dianteira, entregue apenas a João Macedo, a partir do momento em que faltavam 35 quilómetros para o final. A fuga a solo do corredor da LA Alumínios-Credibom-MarcosCar apenas resistiu dez quilómetros e não permitiu a Macedo cumprir o objetivo de ganhar o prémio de montanha. O primeiro seria Hugo Nunes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), a quem bastou o sprint para a quarta categoria de Vila Boim para vestir a camisola de melhor trepador.

Após a subida, Joseph Rosskopf e Kyle Murphy, ambos da Human Powered Health, juntaram-se em cabeça de corrida e puseram o pelotão em sentido. Passaram na meta, a 11 quilómetros do final, com 26 segundos de vantagem sobre o pelotão. No circuito final várias equipas assumiram a despesa da perseguição. A quatro quilómetros da meta, Joseph Rosskopf ficou isolado na frente, mas seria alcançado pouco antes do quilómetro final, já depois de uma queda coletiva, que partiu o pelotão. Foi, por isso, um grupo restrito que discutiu o triunfo.

A chegada, após uma aproximação técnica e em subida, premiou a capacidade de Scott McGill e o trabalho da respetiva equipa na anulação da fuga tardia dos compatriotas. O melhor jovem da competição, Oliver Rees (Trinity Racing), foi o segundo classificado, enquanto Mauricio Moreira (Glassdrive-Q8-Anicolor) fechou o pódio do dia.

Top 15 da Classificação da 1ª etapa:

POS.DORSALUCILICENÇANOMECATEGORIAEQUIPATEMPODIFª
145USA19980920MCGILL ScottELITEWGC – WILDLIFE GENERATION PRO CYCLING (USA)4:30:28
271GBR20010316REES OliverSUB23TRI – TRINITY RACING (GBR)4:30:28m.t.
367URU19950718Y5979471ZMOREIRA MauricioELITEGCT – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)4:30:28m.t.
492POR19910526MATIAS JoãoELITETAV – TAVFER-MORTÁGUA-OVOS MATINADOS (POR)4:30:28m.t.
5117GBR19940827ARMSTRONG ThomasELITEEHE – ELECTRO HIPER EUROPA – CALDAS (COL)4:30:28m.t.
681POR1992031922893SILVA JoaquimELITEEFL – EFAPEL CYCLING (POR)4:30:28m.t.
7111COL19990610GUERRERO Juan EstebanELITEEHE – ELECTRO HIPER EUROPA – CALDAS (COL)4:30:28m.t.
8127POR1995011033545MARTINGIL CésarELITERPB – RADIO POPULAR – PAREDES – BOAVISTA (POR)4:30:28m.t.
9112ESP19970720ALONSO PabloELITEEHE – ELECTRO HIPER EUROPA – CALDAS (COL)4:30:28m.t.
1093POR1993121627381BARBIO AntónioELITETAV – TAVFER-MORTÁGUA-OVOS MATINADOS (POR)4:30:28m.t.
1185POR1986042218126CASIMIRO HenriqueELITEEFL – EFAPEL CYCLING (POR)4:30:28m.t.
12124POR1996111731051NUNES HugoELITERPB – RADIO POPULAR – PAREDES – BOAVISTA (POR)4:30:28m.t.
13132ESP19860217FERNANDEZ DelioELITEATM – ATUM GENERAL/TAVIRA/AP MARIA NOVA HOTEL (POR)4:30:28m.t.
1461POR1991052529040FIGUEIREDO FredericoELITEGCT – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)4:30:28m.t.
155ESP20000319MURGUIALDAY JokinSUB23CJR – CAJA RURAL-SEGUROS RGA (ESP)4:30:28m.t.

Top 15 da Classificação geral após a 1ª Etapa:

POS.DORSALUCILICENÇANOMECATEGORIAEQUIPATEMPOCHB/P
166POR1992071527282REIS RafaelELITEGCT – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)4:36:39660
267URU19950718Y5979471ZMOREIRA MauricioELITEGCT – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)a 950
371GBR20010316REES OliverSUB23TRI – TRINITY RACING (GBR)m.t.50
415USA19890905ROSSKOPF JosephELITEHPM – HUMAN POWERED HEALTH (USA)a 11400
582POR1997040927472ANTUNES TiagoELITEEFL – EFAPEL CYCLING (POR)a 121120
685POR1986042218126CASIMIRO HenriqueELITEEFL – EFAPEL CYCLING (POR)a 13170
773GBR20010712WALKER MaxSUB23TRI – TRINITY RACING (GBR)m.t.470
831ESP19881230LOBATO Juan JoseELITEEUS – EUSKALTEL – EUSKADI (ESP)a 14900
9137RUS199203218862GRIGOREV AleksandrELITEATM – ATUM GENERAL/TAVIRA/AP MARIA NOVA HOTEL (POR)m.t.300
1033ESP19950720JUARISTI TxominELITEEUS – EUSKALTEL – EUSKADI (ESP)m.t.820
11121POR1985101820874MACHADO TiagoELITERPB – RADIO POPULAR – PAREDES – BOAVISTA (POR)a 171150
1264ESP1984071877344506VMORENO JavierELITEGCT – GLASSDRIVE / Q8 / ANICOLOR (POR)m.t.900
13135POR1997012450087DUARTE EmanuelELITEATM – ATUM GENERAL/TAVIRA/AP MARIA NOVA HOTEL (POR)m.t.820
1427NED19990613MOLENAAR AlexanderELITEBBH – BURGOS – BH (ESP)m.t.300
15124POR1996111731051NUNES HugoELITERPB – RADIO POPULAR – PAREDES – BOAVISTA (POR)a 18290

Se a etapa de hoje terminou com Badajoz à vista, a tirada de sábado começa exatamente na cidade fronteiriça espanhola. A partida será dada às 12h25 (hora portuguesa). Os corredores vão percorrer 181,5 quilómetros, entre o Alto Alentejo e a Beira Baixa, para chegarem a Castelo Branco cerca das 17h30. O final em terras albicastrenses é sempre apontado como ideal para sprinters, mas a realidade raramente confirma os prognósticos. Uma montanha de terceira categoria a 13,2 quilómetros da meta e uma fase final repleta de rotundas e zonas técnicas são um obstáculo de monta para uma chegada em pelotão totalmente agrupado.

2ª Etapa: Badajoz (ESP) – Castelo Branco (POR) / 181,5 Km.