Frederico Figueiredo vence no Observatório de Vila Nova e é o novo Camisola Amarela da Volta

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

Frederico Figueiredo (Glassdrive-Q8) é o novo líder da Volta a Portugal após vencer a quinta etapa, com perfil montanhoso de 165,7 quilômetros disputados entre a cidade da Mealhada e o alto do Observatório Vila Nova, em Miranda do Corvo.

Foto: Volta a Portugal

O Observatório de Vila Nova, em Miranda do Corvo, viu a camisola amarela da Volta a Portugal Continente mudar de mãos, após a vitória de Frederico Figueiredo (Glassdrive-Q8-Anicolor), que assume agora a liderança da corrida. O seu colega de equipa, Maurício Moreira, desceu ao segundo lugar da geral, estando agora a sete segundos do líder.

Depois de um dia de descanso o pelotão da Volta a Portugal Continente regressou à estrada para um dia duro, em que tiveram de percorrer 165,7 quilómetros entre a Mealhada e Miranda do Corvo. A chegada inédita ao Observatório de Vila Nova prometia muita emoção, dado que coincidiu com um prémio de montanha de primeira categoria, uma subida de 9,9 quilómetros, com uma inclinação média de 8,3 por cento.

O pelotão arrancou endiabrado e a alta velocidade, acabando com qualquer iniciativa de ataque que fosse surgindo. A fuga viria a surgir apenas ao quilómetro 84, inicialmente com 11 corredores. Este grupo acabaria por perder alguns elementos, ficando reduzido a oito cciclistas. Entre eles, Robin Carpenter (Human Powered Health), Juan López-Cozar (Burgos-BH), Unai Iribar (Euskatel-Euskadi), Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling), António Barbio (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados), António Ferreira (Kelly-Simoldes-UDO), José Maria Garcia (Electro Hiper Europa-Caldas) e Hugo Nunes (Rádio popular-Paredes-Boavista).

Foto: Volta a Portugal

Esta fuga chegou a ter cerca de 1m30s de vantagem, começando a diminuir drasticamente a diferença a partir do momento em que, a 25 quilómetros do final, a equipa do camisola amarela, Maurício Moreira (Glassdrive-Q8-Anicolor), assumiu a perseguição. O grupo dos fugitivos não tardaria a ser alcançado, sucumbindo à aproximação do pelotão, a 17 quilómetros da meta e a sete do início da subida final.

Após alcançada a fuga as equipas Caja Rural-Seguros RGA e Rádio Popular-Paredes-Boavista passaram pela frente do pelotão, mas quando se iniciou a subida final que levaria os corredores até à meta, foi a Glassdrive-Q8-Anicolor assume a cabeça do pelotão no início da subida. Na primeira rampa de maior percentagem de inclinação Jesus Del Pino (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho) aproveitou para lançar o ataque, levando consigo Yesid Pira Parada (Caja Rural-Seguros RGA). Este último acabaria por ser o primeiro a ceder ao ritmo poderoso que Afonso Eulálio (Glassdrive-Q8-Anicolor) impunha no pelotão, seguindo-se pouco depois também Jesus Del Pino. 

Numa altura em que faltavam apenas seis quilómetros para o final, Alejandro Marque (Atum General-Tavira-AP Maria Nova Hotel), que era quarto à geral, sofreu uma avaria na sua bicicleta, sendo obrigado a trocar com Emanuel Duarte e a perder tempo precioso numa altura crítica da etapa, que o impediu de voltar a chegar ao pelotão.

Yesid Pira Parada volta a atacar a quatro quilómetros do final, com resposta imediata de António Carvalho (Glassdrive-Q8-Anicolor), que liderava na altura um pelotão já muito reduzido. Logo a seguir, surge o ataque de Frederico Figueiredo (Glassdrive-Q8-Anicolor), deixando o líder e colega de equipa, Maurício Moreira em dificuldades. Atrás de si, restou apenas um quarteto, composto por André Cardoso (ABTF Betão-Feirense), Luís Fernandes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), Henrique Casimiro (Efapel Cycling) e Barry Miller (BAI Sicasal Petro de Luanda).

Frederico Figueiredo foi ganhando tempo, chegando isolado ao Observatório de Vila Nova, em Miranda do Corvo. Com este resultado, e tendo em conta o tempo perdido por Maurício Moreira, Frederico Figueiredo vestiu também a camisola amarela. Henrique Casimiro atacou no último quilómetro, terminando a etapa na segunda posição, seguido de Luís Fernandes. Maurício Moreira conseguiu ainda minimizar os estragos e fechar na quarta posição, a 37 segundos do vencedor. 

Na classificação geral, Maurício Moreira está agora na segunda posição, a sete segundos de Frederico Figueiredo, seguido de Luís Fernandes, a 38 segundos. As restantes camisolas não mudaram de mãos. João Matias (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados) ainda a veste a camisola verde, dos pontos, Jokin Murguilday (Caja Rural-Seguros RGA) é o dono da camisola branca, da juventude, e Maurício Moreira lidera a classificação da montanha. A Glassdrive-Q8-Anicolor segue na liderança na classificação por equipas.

Foto: Volta a Portugal

Amanhã disputar-se-á a sexta etapa da Volta a Portugal Continente, que levará os corredores por um percurso de 159,9 quilómetros, entre Águeda e Maia. Esta é uma etapa maioritariamente plana, com uma subida de quarta categoria, ao quilómetro 81,3, e uma de terceira categoria, ao quilómetro 129,1. Depois destas duas subidas categorizadas, o pelotão passará duas vezes pela linha de chegada, sendo que a primeira será quando faltarem menos de 15 quilómetros para o final da prova. Esta é uma tirada destinada, principalmente aos homens mais rápidos, no entanto, poderá ser também propícia à chegada de uma fuga.

Top 10 da Classificação da 5 Etapa:

1. Frederico Figueiredo (POR/Glassdrive-Q8) – 4:02:01
2. Henrique Casimiro (POR/Efapel) a 0:37
3. Luís Fernandes (POR/Rádio Popular-Paredes) a 0:37
4. Mauricio Moreira (URU/Glassdrive-Q8) a 0:37
5. Antonio Carvalho (POR/Glassdrive-Q8) a 0:37
6. Barry Miller (EUA/Bai-Sicasal) a 0:37
7. André Cardoso (POR/ABTF Betão-Feirense) a 0:50
8. Jesús del Pino (ESP/Aviludo-Louletano) a 1:11
9. Gonçalo Leaça (POR/LA Alumínios-Credibom) a 1:42
10. Yesid Albeiro Pira (COL/Caja Rural-RGA) 1:42

Top 10 da Classificação geral após a 5ª Etapa:

1. Frederico Figueiredo (POR/Glassdrive-Q8) – 21:57:26
2. Mauricio Moreira (URU/Glassdrive-Q8) a 0:07
3. Luís Fernandes (POR/Rádio Popular-Paredes) a 0:38
4. Antonio Carvalho (POR/Glassdrive-Q8) a 2:19
5. André Cardoso (POR/ABTF Betão-Feirense) a 2:39
6. Alejandro Marque (ESP/Atum General-Tavira) a 3:33
7. Delio Fernández (ESP/Atum General-Tavira) a 4:17
8. Jesús del Pino (ESP/Aviludo-Louletano) a 5:44
9. Jokin Murguialday (ESP/Caja Rural-RGA) a 5:55
10. Ángel Sánchez (ESP/Tavfer-Mortágua) a 7:05

6ª Etapa: Águeda – Maia/159,9 Km.