António Morgado segundo na primeira Etapa do Giro Della Lunigiana em Itália

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

A seleção nacional iniciou hoje a sua participação no 46.º Giro Della Lunigiana, em Itália, com António Morgado a discutir a etapa num sprint reduzido. O português terminou na segunda posição, atrás do polaco, Michal Zalazowski.

A primeira das cinco etapas que compõem o 46.º Giro Della Lunigiana arrancou hoje de Portofino com destino a La Spezia, local até onde os corredores teriam de percorrer 91,2 quilómetros. Nesta etapa o pelotão júnior teve pela frente três subidas, duas de primeira categoria e uma de terceira.

As movimentações começaram cedo, com vários corredores a tentarem sair do pelotão, no entanto, foi após o quilómetro 30 que a iniciativa de um grupo grande de atletas vingou na corrida. Entre os 27 atletas que compunham o grupo da frente estavam António Morgado e Tiago Nunes em representação da seleção nacional.

Nos 25 quilómetros finais, António Morgado começou a tentar mexer no grupo, conseguindo depois sair com mais dois corredores, o francês Paul Magnier, e o italiano Simone Gualdi, da seleção da Lombardia. O trio conseguiu ganhar alguma vantagem, deixando o restante grupo perseguidor completamente partido. Até ao final da tirada, houve mais dois corredores que conseguiram chegar a este grupo, entre eles o polaco Michal Zalazowski e o eslovaco Tomas Sivok.

O grupo chegou à meta com uma vantagem de 23 segundos para os primeiros perseguidores e 1m15s para o pelotão, com Michal Zalazowski a superiorizar-se à concorrência no sprint final. António Morgado fechou na segunda posição e o italiano Simone Gualdi fechou o pódio em terceiro.

O selecionador nacional, José Poeira, referiu a importância do trabalho de António Morgado durante a etapa, que contribuiu para que chegasse à meta integrado num grupo reduzido. “A etapa podia ter-se desenrolado de várias formas, mas houve uma fuga e conseguimos estar representados nesse grupo. O António Morgado estava no sítio certo quando essa fuga se deu, mas também contribuiu bastante para que esse grupo depois se fosse fragmentando até ao final. Os vários ataques que lançou fizeram com que o grupo ficasse reduzido a apenas cinco corredores e no sprint final conseguiu ser segundo. Amanhã teremos duas meias-etapas, que apesar de não serem muito duras vamos ter de estar atentos e tentar terminar numa boa posição.”

Tiago Nunes chegou integrado no grupo principal, na 14.ª posição, a 1m44s do vencedor. O mesmo aconteceu com Daniel Lima, 15.º, a 2m02s, Gonçalo Tavares, 17.º, com o mesmo tempo que o colega de equipa. Pouco depois chegou José Bicho, em 33.º, a 2m51s e João Martins foi 121.º, a 13m50s. Portugal parte para a próxima etapa como a segunda melhor equipa em prova, a 1m10s da França.

Amanhã será o segundo dia de competição, que terá duas meias etapas. A primeira, que se irá disputar entre Portovenere e Sarzana num percurso de 46,8 quilómetros, será uma etapa plana. A partida será dada pelas 08h10, estando a chegada prevista para as 09h35. A segunda meia etapa será disputada em Massa e será mais difícil do que aquela disputada durante a manhã, pois terá um prémio de montanha de primeira categoria, em San Carlo Terme. O percurso terá um total de 56,9 quilómetros, sendo que o início está previsto para as 14h25 e o final para cerca das 15h45.