Gaspar Gonçalves vence a 3ª etapa do 31º GP Jornal de Notícias, Maurício continua líder

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

A fuga saiu vitoriosa na terceira etapa do 31.º Grande Prémio Jornal de Notícias, com Gaspar Gonçalves (Efapel Cycling) a destacar-se e a atacar para a vitória nos quilómetros finais, na Praia do Furadouro, em Ovar. António Ferreira (Kelly-Simoldes-UDO) foi segundo e Luís Fernandes (Rádio Popular-Paredes-Boavista) fechou na terceira posição.

Foto: Igor Martins/Global Imagens

Em dia de tirada dupla no 31.º Grande Prémio Jornal de Notícias, o primeiro desafio do dia teve 56,3 quilómetros, que foram percorridos entre a cidade do Porto e a Praia do Furadouro, em Ovar.

O pelotão não tardou em tentar movimentar as águas e com oito quilómetros percorridos formou-se uma fuga composta por 10 corredores. Entre eles estiveram Gaspar Gonçalves (Efapel), Márcio Barbosa (ABTF Betão-Feirense), Luís Fernandes (Rádio Popular-Paredes-Boavista), António Ferreira (Kelly-Simoldes-UDO), Nuno Meireles (Aviludo-Louletano-Loulé Concelho), Válter Pereira (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), Francisco Morais (Tavfer-Mortágua-Ovos Matinados), André Ramalho (LA-Alumínios-Credibom-MarcosCar), Pedro Crispim (Fortunna-Maia) e Carlos Callazos (Drone Hopper-GSport-Grupo Tormo).

Este grupo chegou a ter 1m10s de vantagem para o pelotão, sendo que esta diferença só começou a cair quando faltavam cerca de 20 quilómetros do final desta terceira etapa. Nos últimos seis quilómetros a vantagem da fuga já tinha caído para 30 segundos, com Gaspar Gonçalves a impor o ritmo no grupo dos fugitivos.

Na chegada à Praia do Furadouro era precisamente Gaspar Gonçalves que seguia destacado, com alguns metros de vantagem para os seus perseguidores. O corredor da Efapel Cycling venceu a etapa, com António Ferreira e Luís Fernandes a serem os dois primeiros do grupo perseguidor, a dois segundos, cortando a meta em segundo e terceiro, respetivamente.

O pelotão chegou a 23 segundos, com o argentino Nahuel D’Aquila a vencer o sprint, num grupo onde vinham todos os principais favoritos, incluindo Mauricio Moreira, que mantém a camisola amarela do GP JN.