Luís Mendonça continua vestido de amarelo flúor até 2024

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

Luís Mendonça vai continuar a correr na Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor, ao renovar até 2024. O atleta paredense vai dar continuidade ao excelente trabalho que tem desenvolvido com a estrutura que tem sede em Águeda, após uma época onde mostrou a boa condição física que atravessa, sagrando-se o corredor mais vitorioso de 2022.

Foto: Igor Martins / Global Imagens

Luís Carlos Ribeiro Mendonça tem 36 anos (16/01/1986) e é natural de Paredes. O seu carisma e a forma como se entrega a cada corrida tornam-no reconhecido e respeitado por todo o pelotão nacional. Assume-se como um dos homens fortes do diretor desportivo Rúben Pereira, que lhe entrega a responsabilidade para estar na discussão de algumas das mais importantes competições que vão chegar em 2023.

Um corredor rápido, sprinter por excelência, encaixa em todo o terreno, com uma ponta final soberba. Este ano venceu o Troféu Ribeiro da Silva, o 42.º Grande Prémio ABIMOTA, duas etapas do 10.º Grande Prémio O JOGO e ainda a 1.ª Etapa do 31.º Grande Prémio JN. Do seu palmarés fazem já parte vitórias como a Volta ao Alentejo em 2018, onde fez o 2.º lugar da Geral no ano seguinte. Também em 2019 venceu o Grande Prémio O JOGO e a Taça de Portugal.

“Representar mais um ano as cores da Glassdrive / Q8 / Anicolor é um orgulho! É uma equipa que defende os mesmos valores que eu defendo e quando existe tal sintonia torna-se fácil sentirmo-nos ‘em casa’. É uma equipa lutadora, com ‘raça’, que joga ao ataque, e tudo isso sempre com um grande espírito de união”, avançou o corredor. “Irei para a minha quarta temporada dentro desta formação e é inegável a existência de uma relação umbilical dentro desta estrutura, que defendo como minha. Todos sabemos que quando vamos competir com este sentimento é mais um bocadinho de nós que fica na estrada”, rematou Luís Mendonça.

Para Rúben Pereira, “Luís Mendonça é um ciclista muito importante para esta estrutura, é como se fosse o Capitão da Equipa. Tem bastante experiência, aporta muito à equipa e aos mais jovens e acaba por ser uma peça muito importante no bom ambiente da estrutura. Será um homem forte da nossa formação para os próximos anos”.