Promissor Duarte Domingues reforça Glassdrive / Q8 / Anicolor até 2024

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

O jovem Duarte Domingues é uma das caras novas na Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor, onde vai correr até 2024, ao assinar por duas temporadas. Para o Diretor Desportivo Rúben Pereira, será o tempo suficiente para revelar uma boa parte do seu potencial e crescer, o que o vai lançar como mais um dos nomes a ter em conta no futuro da modalidade.

Foto: FPC

Duarte Marcelino Domingues tem 18 anos (29/02/2004) e é natural de Leiria. O ciclismo é uma paixão que já vem de família, ou não fosse irmão de André Domingues, que deixou a sua marca nesta estrutura na época de 2021. Seguro e audaz, assume-se como um corredor muito polivalente, mas onde diz que se sai melhor é como trepador.

Correu nas últimas duas temporadas como Júnior pela Escola de Ciclismo Bruno Neves, uma escola de formação de referência e um nome que marcou também a modalidade, o que para a estrutura não deixa de ter um significado importante.

Em 2023, o jovem leiriense vai para o seu 1.º ano no escalão Sub-23 e neste caso profissional, ao integrar o elenco da Glassdrive / Q8 / Anicolor. Para já o seu dado de palmarés com mais destaque é o título de Campeão Nacional de Rampa em Juniores, no ano de 2021.

“É com muito orgulho que em 2023 irei representar a Glassdrive / Q8 / Anicolor. É uma grande mudança e um novo patamar que vou enfrentar, espero poder ajudar a equipa em tudo o que estiver ao meu alcance e aproveitar as novas experiências para evoluir”, adiantou Duarte Domingues.

Para Rúben Pereira, “o Duarte vem com um percurso bastante interessante desde as camadas jovens e agora vamos dar-lhe espaço para crescer e evoluir. É um ciclista que tem bons resultados como Júnior e que vem de se debater com os melhores do seu escalão, até mesmo em algumas participações internacionais, como é o caso da Ruta do Alvariño, em Espanha, onde terminou no 3.º lugar à Geral. Penso que terá muita margem e será um nome a ter em conta no futuro do ciclismo português”.