Sergio García faz estreia em Portugal com a Glassdrive / Q8 / Anicolor

PARTILHJE

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

DETALHES

O espanhol Sergio García é a primeira contratação internacional da Equipa Profissional de Ciclismo Glassdrive / Q8 / Anicolor para 2023. Considerado uma das referências do ciclismo espanhol, este puro trepador vai estrear-se em Portugal a correr no pelotão luso através da estrutura que tem sede em Águeda.

Sergio García González é natural de Alcalá del Valle, Cádiz, no sul de Espanha e tem 23 anos (11/06/1999). É um atleta nato e tem um percurso muito interessante: chegou ao ciclismo depois de dois anos como jogador de futebol, outros dois anos a jogar ténis e ainda teve uma boa experiência no atletismo. Foram os irmãos, apaixonados por ciclismo, que o convenceram a dedicar-se à modalidade. Fez a sua formação na Fundação Alberto Contador e a sua anterior equipa foi a Eolo Kometa Cycling Team.

É um corredor combativo que brilha na média e alta montanha e quem o conhece destaca a sua grande qualidade humana e a capacidade para construir equipa. Considera-se um corredor de longa distância e muito regular em provas por etapas e embora seja um puro trepador, defende-se bem noutros tipos de terreno. O contrarrelógio é uma disciplina que desperta a sua atenção, mas admite que ainda não surgiu a oportunidade para descobrir se pode apostar nela. Recorde-se que em Júnior correu dois contrarrelógios onde terminou um deles em segundo lugar e outro ganhou.

Em 2020, primeira temporada como corredor profissional, Seryi (como muitos o tratam) mostrou a sua garra na Vuelta Ciclista a Murcia, ao terminar entre os dez primeiros e no Circuito de Getxo, onde também se destacou entre os melhores, na exigente subida do Pico Bidea. No ano passado ganhou o prémio de melhor trepador do GP Lugano, a sua maior conquista até à data.

“Para mim, estar nesta equipa traz o entusiasmo e satisfação que me dão muita confiança para o próximo ano. O diretor desportivo Rúben Pereira falou-me muito bem da equipa e gostei muito de conhecer a forma como trabalham. Espero dar o meu melhor nesta nova época e poder mostrar minhas qualidades como ciclista”, disse Sergio García.

Para Rúben Pereira, diretor desportivo da Glassdrive / Q8 / Anicolor, o espanhol “é um ciclista que certamente vai afirmar-se como profissional na nossa estrutura e é um corredor em quem também depositamos muita confiança. As suas características na montanha terão um papel muito importante ao longo da época e penso que será um ciclista que se pode afirmar no ciclismo português”.